Se você está enfrentando a maratona de processos seletivos sabe as dificuldades de conseguir uma vaga. Geralmente os candidatos passam por várias entrevistas e nem sempre sabem se cometeu algum erro, pensando nisso separamos algumas dicas do que fazer e do que não fazer nesse momento tão importante para você e sua carreira.

A fala e a escrita é muito importante nessa hora, por tanto tome cuidado ao escrever e falar para não cometer erros bobos de português. Jamais use vícios de linguagem e as `gírias´para se expressar. Fale com calma para sua pronúncia ser correta e não soltar, por exemplo, um “plobrema” ao invés de problema. Caso perceba o seu erro, corrija-se imediatamente.

Roupa: Saber a roupa certa que vai usar é primordial. Decotes, roupas curtas ou justas, calças muito baixas mostrando as roupas íntimas e camisetas de times devem ficar guardadas para outras ocasiões. Evite roupas sujas e amassadas, afinal você não vai querer passar a impressão de ser uma pessoa desleixada. Aposte em cores neutras como preto, marrom, bege e branco. Quando receber a ligação sobre a vaga, pergunte qual o tipo de traje adequado. Nem todas as vagas exigem o uso de roupas sociais. Na dúvida é melhor estar bem arrumado, pois demonstra sua preocupação com o momento. Os sapatos devem estar limpos e de preferência não muito velhos.

Falta de Ética é o fim da picada, procure não falar mal sobre pessoas e empresas pelas quais você passou, isso com certeza não será bom para sua imagem. É antiético citar exemplos negativos, principalmente quando o candidato não está envolvido no episódio. A história pode soar como fofoca e esse não é um comportamento esperado no ambiente corporativo e nem a imagem que você deseja passar.

Tenha postura, esse negócio de se jogar no sofá ou poltrona deixe para fazer na sua casa, por tanto não sente com os ombros caídos, pés inquietos e batendo no chão, olhar disperso e mãos segurando a cabeça demonstrando tédio podem fazer você ser desclassificado. O corpo transmite muitas mensagens e os entrevistadores estão prontos para entendê-las. Então, tenha postura correta, mas não force gestos e expressões faciais, para não parecer uma pessoa superficial.

As famosas mentirinhas, já diz o ditado “mentira tem pernas curtas e mal feito nem pernas tem”.  Jamais invente cursos ou experiências em seu currículo ou entrevistas. Você poderá ser testado e, caso a empresa perceba a informação incorreta, pode finalizar a participação do candidato tanto na dinâmica, quanto após a contratação. Se não tiver conhecimentos nas áreas solicitadas, mostre seu interesse em aprender.

Conheça a empresa que está oferecendo a vaga, faça uma pesquisa, visite sites e faça buscas na Internet. Assim você poderá ter mais ideias de como ela se posiciona no mercado e mostrará interesse ao entrevistador. Não pergunte sobre salários e benefícios no início da conversa. Isso demonstra o interesse maior no dinheiro e não na oportunidade. Porém, se não ficar claro, aborde o assunto antes de finalizar o encontro.

Atrasos: Chegar depois do horário não é bom para sua imagem. Calcule o tempo necessário para chegar ao local e conte com os imprevistos. Pesquise se na região há obras ou previsão de chuvas e saia mais cedo nesses casos. A impressão dos candidatos que se atrasam é de falta de comprometimento. Comparecer com 15 minutos de antecedência é o indicado para relaxar antes do início da entrevista.

Falta de participação: Você foi chamado para uma dinâmica de grupo e quer a vaga? Então participe ativamente de todas as atividades. Apenas tome cuidado para não falar demais e deixar os outros candidatos sem espaço. Mostre que você sabe trabalhar em equipe e dê a oportunidade de outras pessoas também se expressarem.

Deixe um Comentário