Para quem não sabe o início da fiscalização do uso da cadeirinha e outros dispositivos de segurança para crianças em automóveis foi adiado, nesta terça-feira, pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para 1º de setembro. A fiscalização começaria nesta quarta-feira em todo o Brasil, conforme previsto na Resolução 277, de 2008, que deu dois anos para os motoristas e órgãos de trânsito se adaptarem. O conselho constatou falta dos equipamentos no comércio em vários estados, entre eles São Paulo, Bahia, Espírito Santo e Minas, além do Distrito Federal. Por tanto fique de olho e não seja pego de surpresa!

E você sabe como transportar seu filho com segurança no seu carro? Veja abaixo algumas dicas do que você precisa para transportar seu filho com segurança na hora em que for sair de casa.

A forma como o seu filho é transportado no carro pode ser tão importante quanto fatores como velocidade do veículo e condições da estrada. Acidentes de trânsito (pedestres, passageiros e ciclistas) são a causa líder de mortes por acidentes entre crianças de 0 a 14 anos. Por tanto fique de olho e não descuide da segurança.

Para transportar os pequenos com segurança é necessário que no seu automóvel você tenha alguns item muito importantes como: cadeiras e assentos de segurança próprios para crianças pequenas. O cinto de segurança é projetado para adulto com no mínimo 1,45m de altura e por isso não protege as crianças dos traumas de um acidente. Por isso que é tão importante fazer o uso da cadeira infantil. Jamais saia de casa de carro com crianças sem estes sistemas de retenção, mesmo que seja para ir até a esquina, os maiores acidentes ocorrem em pequenas distâncias.
Porém, não basta apenas comprar um desses artigos para garantir a segurança do seu filho. É importante usar cadeiras certificadas que sejam apropriadas ao tamanho e ao peso da criança e que se adaptem devidamente ao seu veículo. É importante instalá-la de acordo com as instruções do manual, pois a maioria das cadeiras e assentos de segurança é instalada de forma incorreta. Caso você tenha alguma dúvida quanto a instalação procure um bom profissional, é melhor gastar um pouquinho a mais e estar seguro, do que colocar de qualquer jeito e colocar a sua vida e a da sua família em risco não é mesmo?
Certifique-se de a cadeira  possui o selo do Inmetro, pois esta é a garantia de que o produto está preparado para resistir a um acidente.
Outra informação importante caso você tenha uma colisão não se esqueça de trocar a cadeirinha por uma nova.

Saiba mais:
Tipo de assento: Bebê conforto ou conversível
Esse tipo de assento serve para crianças desde o nascimento até 9 ou 13 Kg, conforme recomendação
do fabricante, ou até 1 ano de idade. A posição deve ser voltada para o vidro traseiro, com leve inclinação, conforme instruções do fabricante, de costas para o movimento, sempre no
banco de trás.

Tipo de assento: Cadeira de segurança
De 9 a 18 Kg, aproximadamente de 1 a 4 anos de idade.A posição deve ser voltada para frente, na posição vertical, no banco de trás.

Tipo de assento: Assento de elevação ou “booster”
De 18 até 36 Kg, aproximadamente de 4 a 10 anos de idade. No banco traseiro com cinto de três pontos.

Tipo de assento: Cinto de segurança de três pontos
Acima de 36 Kg e no mínimo 1,45m de altura – aproximadamente 10 anos de idade. Até 10 anos de idade, no banco traseiro do carro, com cinto de três pontos.

Uma cadeira de segurança somente recebe o selo de certificação após passar pelos testes que garantem sua eficácia no caso de colisão:
Teste estático: a cadeira é verificada quanto à resistência dos cintos, das fivelas, toxidade dos materiais usados, etc.
Teste dinâmico: “car crash” – a cadeira é instalada dentro de um carro que colidirá contra um muro a 50 km/h.

O airbag do passageiro pode machucar seriamente uma criança que estiver sentada no banco da frente, por isso se for transportar uma criança em camionete desative esse dispositivo.
Estudos americanos mostram que cadeiras de segurança para crianças, quando instaladas e usadas corretamente, diminuem os riscos de morte em até 71% em caso de acidente.

Evite:
Usar uma cadeira inapropriada para a idade e o tamanho da criança;;
Colocar uma criança menor de 1 ano de idade ou com menos de 9 kg em uma cadeira de segurança de frente para o movimento;
Não instalar a cadeira bem presa ao banco do carro, e não colocar a criança corretamente na cadeira de segurança.
Lembre-se seja um motorista conciente!

2 comentários

  1. PapoDeComadre.com em 16/07/2010 às 9:34

    Olá diiirce! Obrigada pelo comentário e pela observação! Vou acrescentar essa informação ao post. Beijos da Comadre!



  2. Diiirce em 16/07/2010 às 9:23

    Outra coisa importante é q não é aconselhável comprar cadeirinhas usadas. Acontece é que em qualquer colisão do carro a cadeirinha pode sofrer danos e deve ser trocada. E ninguém sabe disso (nos manuais não está em muita evidência). Portanto, bateu o carro, trocou a cadeirinha. E cadeirinha usada, só se for de alguém de confiança.

    Parabéns pelo blog! Sempre com ótimas dicas.

    bjks



Deixe um Comentário