Em todos os relacionamentos a paixão deve estar presente, nas nossas palavras , nos carinhos, em nossos pensamentos e em nossas atitudes. Quando estamos apaixonados, os sentimentos que expressamos para o outro muitas vezes são sem limites, sem regras e  exceções ou preconceitos. É como se nós estivéssemos em um outro mundo, tudo é perfeito, ninguém tem defeitos, brigas então nem pensar!
Algumas pessoas  acreditam que na vida do casal em pleno alge da paixão, tudo é válido, tudo é aceitável e permitido, que a paixão justifica ultrapassar  todos os limites.
Mas, quando esses sentimentos voam livremente por aí, é meio complicado estabelecer o controle diante de algumas brigas e discussões, por exemplo. Sim, o sentimento da paixão  parece justificar do mais singelo dos gestos aos berros e ofensas.
Em um momento, aquela pessoa apaixonante, com olhar doce diz que te ama, em outro momento te trata como se fosse o pior dos mortais e o maior dos inimigos.
Por conta desses altos e baixos dos apaixonados, é fundamental que haja uma confiança no comportamento do outro, saber do que ele ou ela é realmente capaz de fazer.
Não só nos relacionamentos, mais como em tudo na vida é necessário que se haja acima de tudo `respeito´, para que se consiga ter uma discussão construtiva, afinal é bom lembrar que o sentimento maior que os uniu foi o amor e a paixão não é mesmo?  Chegando assim ao entendimento final. O segredo para se ter uma discussão é conversar com cuidado sem ofender ninguém e ter conciência daquilo que está sendo dito um para o outro, sem esquecer-se de que escutar é fundamental, afinal a discussão tem que ser um diálogo e não um monólogo onde só um fala e o outro escuta. Ninguém gosta só de ouvir, respeite o espaço e o tempo do outro falar. Lembre-se mesmo naqueles momentos em que a única vontade é explodir de raiva, respire e escolha bem as palavras a serem ditas. Tente discutir de forma clara e objetiva, pois para os homens a sua única vontade é de que a conversa, ou a discussão acabe logo, tenha em mente de que eles detestam esse tipo de discussão. Mas, como sair desse desentendimento sem mortos e feridos, e fazer com que o sentimento maior que é o amor fale mais alto, o segredo é achar o meio termo da situação. Discuta o problema, somente o problema em questão, não estenda o assunto a coisas que já aconteceram no passado, fale sem ofender, sem magoar, sem ameaçar, sem gritar, focando-se naquilo que realmente interessa. Respeite a forma do outro pensar, querer, achar, ninguém é obrigado a pensar igual a você, exponha o que você pensa de forma educada e deixe que o outro também exponha. Nunca ameace ou faça agressões a outra pessoa, isso só dificulta o entendimento e aumenta a discussão. Evite usar uma linguagem depreciativa, falando palavrões e fazendo sarcasmo com a conversa em questão. Aprenda a ouvir o que o outro diz, porém sem deixar de defender o seu ponto de vista. Se você perceber que o clima está esquentando demais, dê um tempo até os ânimos se acalmarem, pense melhor no que vai dizer e depois volte ao assunto.

Deixe um Comentário