Você sabe o que é dislexia?
Dislexia é  uma dificuldade primária do aprendizado abrangendo: leitura, escrita, e soletração ou uma combinação de duas ou três destas dificuldades. É caracterizada  por alterações quantitativas e qualitativas, total ou parcialmente irreversíveis . É o distúrbio (ou transtorno) do aprendizado mais frequentemente identificado na sala de aula. Está relacionado, diretamente, à reprovação escolar, sendo causa de 15 % das reprovações. Em nosso meio, entre alunos das séries iniciais (escolas regulares) têm sido identificados problemas em cerca de 8 %. Estima-se que a dislexia atinja 10 a 15 % da população mundial.

Você sabe quais os sintomas da dislexia?
Os sintomas são: dificuldades com a linguagem e escrita, dificuldades em escrever, dificuldades com a ortografia, lentidão na aprendizagem da leitura, disgrafia (letra feia), discalculia, dificuldade com a matemática, sobretudo na assimilação de símbolos e de decorar tabuada, dificuldades com a memória de curto prazo e com a organização, dificuldades em seguir indicações de caminhos e em executar seqüências de tarefas complexas, dificuldades para compreender textos escritos, dificuldades em aprender uma segunda língua, dificuldades com a linguagem falada, dificuldade com a percepção espacial, confusão entre direita e esquerda.

A dislexia na idade  pré-escolar:
Fique alerta se o seu filho apresentar alguns desses sintomas:
Dispersão, fraco desenvolvimento da atenção, atraso no desenvolvimento da fala e da linguagem, dificuldade em aprender rimas e canções, fraco desenvolvimento da coordenação motora, dificuldade com quebra cabeça, falta de interesse por livros impressos.
O fato de apresentar alguns desses sintomas não indica necessariamente que o seu filho um disléxico, há outros fatores a serem observados. Caso você tenha alguma dúvida procure um médio para obter informações mais precisas.

A dislexia na idade escolar, á partir dos 7 anos de idade:
Nesta fase, se a criança continua apresentando alguns ou vários dos sintomas a seguir, é necessário um diagnóstico e acompanhamento adequado, para que possa prosseguir seus estudos junto com os demais colegas e tenha menos prejuízo emocional. Dificuldade na aquisição e automação da leitura e escrita.
Pobre conhecimento de rima (sons iguais no final das palavras) e aliteração (sons iguais no início das palavras);
Desatenção e dispersão, dificuldade em copiar de livros, dificuldade na coordenação motora fina (desenhos, pintura) e/ou grossa (ginástica,dança,etc.).
Desorganização geral, podemos citar os constantes atrasos na entrega de trabalhos escolares e perda de materiais escolares.
Confusão entre esquerda e direita, dificuldade em manusear mapas, dicionários, listas telefônicas, etc…
Vocabulário pobre, com sentenças curtas e imaturas ou sentenças longas e vagas, dificuldade na memória de curto prazo, como instruções, recados, etc…
Dificuldades em decorar seqüências, como meses do ano, alfabeto, tabuada, etc..
Dificuldade na matemática e desenho geométrico;
Dificuldade em nomear objetos e pessoas (disnomias)
Troca de letras na escrita;
Dificuldade na aprendizagem de uma segunda língua;
Problemas de conduta como: depressão, timidez excessiva ou o ‘’palhaço’’ da turma;
Bom desempenho em provas orais.

Se nessa fase a criança não for acompanhada adequadamente, os sintomas persistirão e irão permanecer na fase adulta, com possíveis prejuízos emocionais e conseqüentemente sociais e profissionais.

Deixe um Comentário