O que é tpm?
Também chamada de desordem disfórica pré-menstrual, ou carinhosamente TPM, atinge aproximadamente 75% das mulheres.
No entanto apenas 8% das mulheres tem sintomas muito intensos.

Dismenorréia e TPM
Muitas mulheres sofrem com sintomas doloridos e desagradáveis durante o período menstrual, como por exemplo, a dismenorréia (cólica menstrual) e a TPM (tensão pré-menstrual).
A dismenorréia ocorre pela contração uterina que resulta em espasmos. Acredita-se que estes são estimulados por um hormônio chamado prostaglandina (produzido na metade do ciclo). Como terapêutica, são usados contraceptivos orais e outros tipos de medicamentos capazes de reduzir a produção deste hormônio.

Você sabia?
A ausência do período menstrual é conhecida como amenorréia.

Conheça os sintomas da tpm:
Depressão, sentimento de desesperança, pensamentos auto-depreciativos.
Ansiedade, tensão, nervosismo, excitação;
Fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição;
Raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais;
Diminuição do interesse pelas atividades habituais;
Sensação de dificuldade de concentração;
Cansaço, fadiga fácil, falta de energia;
Acentuada alteração do apetite;
Distúrbios do sono;
Sensação de estar fora do próprio controle;
Inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada;
Dor de cabeça, dores musculares;
Ganho de peso ou sensação de inchaço .

Como tratar a tpm:a melhor maneira de tratar a tpm, é consultar um médico ginecologista e descrever para ele todos os sintomas que você está sentindo antes e depois da menstruação.
O melhor medicamento é o que, sozinho ou associado, reduza os sintomas. Como esta síndrome está ligada à ovulação, muitas mulheres podem se beneficiar do uso da pílula anticoncepcional que suspende a ovulação.
O importante é que se entenda que esta não é uma doença mas sim uma alteração fisiológica do ciclo menstrual feminino e que pode ser resolvida com medidas simples por parte do seu médico.

Deixe um Comentário