Mulheres que tomam anticoncepcional oral não devem fumar, devido ao risco de doenças como trombose e derrame cerebral.
Pílula anticoncepcional e cigarro definitivamente não combinam. A prova disso é o que aconteceu com a estudante de Direito Luciana Scotti, que aos 22 anos, enquanto escovava os dentes no banheiro de casa, sentiu uma forte tontura e entrou em convulsão. Após dois meses em coma e duas cirurgias, Luciana ficou tetraplégica e muda.
Apesar de incomum, o problema que Luciana teve não é tão raro assim. “Quando uma pessoa tem trombose, a primeira combinação de que se suspeita é da pílula com o cigarro”, afirma o Presidente da regional fluminense da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Rossi Murilo da Silva.
Apesar de consultar das bulas, poucas mulheres têm consciência e se preocupam com os riscos que essa combinação pode trazer. “O anticoncepcional deixa o sangue mais viscoso, mais pegajoso. Já o cigarro obstrui as paredes do vaso, aumentando muito orisco de trombose e embolia pulmonar”, alerta.
Perigo para maiores de 35.
O ginecologista e obstetra Abdu Kexfe, diretor do Conselho Regional de Medicina (Cremerj), é radical: mulheres fumantes com mais de 35 anos não podem tomar pílula. “As que têm doenças de coração, muitas varizes e antecedentes na família correm ainda mais risco”, conclui.
O que é preciso saber:
– Riscos
A combinação aumenta o risco de doenças vasculares periféricas (varizes, erisipela, trombose, flebite) e até mesmo AVC (acidente vascular cerebral), conhecido como derrame ou trombose cerebral.
– Estatísticas
cigarro é responsável por quatro em cada dez mortes de mulheres com menos de 65 anos. O risco de derrame é cerca de 2% e 3% maior entre mulheres que usam anticoncepcionais do que em não-usuárias.
Grupo de risco
O tempo é um fator importante. Quanto mais tempo uma fumante toma pílula, maior é a chance de ocorrer problemas. Fumantes com mais de 35 anos não podem usar pílula ou devem abandonar o cigarro definitivamente. Mulheres com doenças de coração, hipertensas e que tenham muitas varizes têm ainda mais riscos de trombose. Todos os anticoncepcionais à base de hormônios são arriscados para as fumantes. As pílulas mais novas têm menos hormônios, mas também trazem riscos.

Fonte: Inca

Deixe um Comentário